Viseu Esquerda

Caloiros, até 8 de novembro, respirem LIBERDADE!!

sábado, outubro 24, 2009
“Uma mosca sem valor
Poisa com a mesma alegria
Na cabeça de um doutor
Como em qualquer porcaria”
(António Aleixo)


E a Associação Académica do Politécnico de Viseu suspendeu a praxe até 8 de Novembro...
Read On 0 comentários

O Ódio Nojento de Vasco Pulido Valente...

sexta-feira, outubro 23, 2009
Não se conhece a Vasco Pulido Valente uma palavra simpática sobre seja o que for. Preso no século XIX de onde nunca conseguiu sair, esta múmia a quem ficámos a conhecer (para além da prosa execrável) a voz estridente e irritante naquela parelha única da TV que a censura fez o triste favor de tirar do ar, dedica hoje a sua crónica de ódio a José Saramago. Não pelo seu livro, não pelas suas declarações. Apenas porque Saramago não foi parido pela elite burguesa e decadente que ao país só trouxe atraso e miséria.

Para VPV as ideias de Saramago são “de trolha ou tipógrafo semi-analfabeto”, produto da senilidade dos seus “80 e tal anos”. O Nobel foi atribuído como a “vários camaradas que não valiam nada” e é lido por milhões de pessoas “acéfalas que nem distinguem a mão esquerda da mão direita.” VPV não reconhece “a Saramago a mais remota autoridade para dar a sua opinião sobre a bíblia ou sobre qualquer outro assunto”. Essa suposta autoridade só lhe deve ser concedida porventura a ele próprio que opina acerca de tudo dizendo pouco mais do que nada, mantendo porém sempre o indelével traço da arrogância e altivez. Depois vem a velha lenga-lenga do PREC e do DN há muito desmentida, quer por Saramago, quer por quem o acusava, mas parece que tal não teve eco nas masmorras do séc. XIX onde VPV está agrilhoado.

Mas a sobranceria e desdém não acabam aqui: “Saramago está mesmo entre as pessoas que nenhum indivíduo inteligente em princípio ouve” e a pérola final diz tudo sobre o carácter do seu autor: “D. Manuel Clemente conhece com certeza a dificuldade de explicar a mediocridade a um medíocre e a impossibilidade prática de suprir, sobre o tarde, certos dotes de nascença e de educação.” Ou seja, resume tudo à falta de berço, argumento tão querido à nata da sociedade que passados quase 100 anos sobre a fundação da República ainda não entendeu (apesar de todas as obras e teses por ele publicadas) nem o seu significado, nem sequer a premissa de que somos Homens iguais a quem se devem dar iguais direitos e iguais oportunidades. E é por isso que destila diariamente o ódio a tudo e a todos que vêm de baixo, aos que sobem a pulso, aos que não se deixam vencer pela sua condição social, aos que indo da “província” para Lisboa não se intimidam pelas elites que ainda se julgam aristocráticas por viverem das rendas que os negócios do estado proporcionam, bem mais lesivas para o país do que os supostos milhões perdidos para os pobres preguiçosos do RSI a quem todos culpam.

A verborreia de VPV é bafienta e rancorosa. Nada mais. Um produto de quem pouco vivendo prefere o ataque à vida dos outros. VPV coloca-se num pedestal tão alto que acaba por pouco ou nada ver, e quando vê, vê desfocado pela névoa do preconceito.

E conclui: “O que espanta neste ridículo (...) é a extraordinária importância que lhe deram criaturas com bom senso e escolaridade obrigatória”. Deve estar a pensar nele próprio, pois acabou por lhe dedicar toda a sua crónica no Público de hoje, e logo na irrelevante última página do jornal... Quem se espanta sou eu perante espantalhos destes!


Read On 1 comentários

"O Grande Momento SOCIALITE de Viseu"

sexta-feira, outubro 23, 2009



No Jornal do Centro afirma-se que a Festa "Os Melhores Anos" que trará a Viseu os Taxi é "o grande momento social da cidade". Eu corrijo: Será sim o grande momento "SOCIALITE" da cidade onde as senhoras e senhores se poderão pavonear sem constrangimentos, até porque o preço é desde logo uma maneira de selecionar os convivas, porque nem todas as senhoras (ou quase nenhuma) podem de facto ver neste evento a oportunidade para "voltarem a mandar fazer vestidos só para lá irem" como afirma Armando Ferreira.


Mas Arimateia resume bem o espírito da festa: "serve para as pessoas se mostrarem, e isso também é importante". Pois é... deveras importante.


É o velho direito de admissão, agora mais "democrático"...
Read On 1 comentários

Alemães Ricos exigem Pagar Mais Impostos!?

sexta-feira, outubro 23, 2009


Em Portugal a CIP exige (quando é que não o faz?) um congelamento imediato do salário mínimo. Na Alemanha os mais ricos pedem ao governo alemão que aumente os impostos sobre os seus rendimentos porque "têm mais dinheiro do que aquele que precisam" para que se possa financiar a recuperação da economia alemã. Não acreditam? Vejam aqui na BBC.

Paulo Portas é que não deve ter gostado da ideia... porque o suposto é tirar aos pobres (RSI) para dar aos ricos (German Submarine Consortium, Abel Pinheiro, Portucale, Forças Armadas americanas...). Faz-me lembrar aquele filme que apesar de estúpido já toda a gente viu, o Speed, em que num dado momento quando um polícia refém pergunta ao Keanu Reeves qual a melhor maneira de lidar perante uma situação de sequestro este responde: "mata-se a vítima" e assim deixa de haver problema. A lógica de Paulo Portas é um bocado esta. Acaba-se com a pobreza eliminado os pobres, nem que seja... à fome.

Sobre o Rendimento Mínimo só tenho uma coisa a dizer: Se à Fraude, Fiscalize-se Porra! "abusos non tollit usum", ou seja, o abuso de algo não poderá ser pretexto para a sua extinção. Nem mais! E os ricos que paguem a crise! Porque é que a factura dos agiotas do mercado vem sempre parar ao endereço dos assalariados?
Read On 0 comentários

Em Viseu, a Seita dos Talibans Académicos está em causa...

sexta-feira, outubro 23, 2009

Corre por aí uma carta a denunciar um alegado esquema entre "doutores" e bares em que os caloiros eram a alegada moeda de troca. Verdade ou não, certo é que a suposta "tradição académica" tem sido pretexto para todo o tipo de abusos que em nada dignificam as Universidades e Politécnicos, e já não passam quase de uma espécie de libertação da frustração e raiva humana em que se associa a humilhação e a submissão a valores nobres. É subir mais alto espezinhando outros. A praxe é sobretudo uma estupidez.
Read On 4 comentários

"A Velhice do Padre Eterno" - Por um Ateísmo Militante!

quarta-feira, outubro 21, 2009

Para quem se indignou com as palavras de Saramago a propósito do seu mais recente livro, aqui ficam uns versos bem mais acutilantes de Guerra Junqueiro, escritos no século XIX mas que incrivelmente ainda fazem todo o sentido, porque para alguns ainda foi deus que criou o Homem e não o Homem a criar deus. Esta sim é a melhor tradução do Génesis:


“Jehovah, por alcunha antiga o Padre Eterno
Deus muitissimo padre e muito pouco eterno,
Teve uma ideia suja, uma ideia infeliz:
Poz-se a esgaravatar co-o dedo no nariz,
Tirou d'esse nariz o que um nariz encerra,
Deitou depois isso cá baixo, e fez a terra.
Em seguida tirou da cabeça o chapeu,
Pol-o em cima da terra, e zás, formou o céo.
Mas o chapéu azul do Padre Omnipotente
Era um velho penante, um penante indecente,
Já muito carcomido e muito esburacado,
E eis ahi porque o céo ficou todo estrellado.
Depois o Creador (honra lhe seja feita!)
Achou a sua obra uma obra imperfeita,
Mundo serrafaçal, globo de fancaria,
Que nem um aprendiz de Deus assignaria,
E furioso escarrou no mundo sublumar,
E a saliva ao cahir na terra fez o mar.
Depois, para que a Egreja arranjasse entre os povos
Com bulas da cruzada alguns cruzados novos,
E Tartufo podesse inda d'essa maneira
Jejuar, sem comer de carne á sexta feira,
Jehovah fez então para a crença devota
A enguia, o bacalhau e a pescada marmota.
Em seguida metteu a mão pelo sovaco,
Mais profundo e maior que a caverna de Caco,
E arrancando de lá parasitas extranhos,
De toda a qualidade e todos os tamanhos
Lançou sobre a terra, e d'este modo insonte
Fez elle o megatheiro e fez o mastodonte.
Depois, para provar em summa quanto póde
Um Creador, tirou dois pellos do bigode,
Cortou-os em milhões e milhões de bocados,
(Obra em que elle estragou quatrocentos machados)
Dispersou-os no globo, e foi d'esta maneira
Que nasceu o carvalho o platano e a palmeira.

..................................................

Por fim com barro vil, assombro da olaria!
O que é que imaginaes que o Creador faria?
Um pote? não; um bicho, um bipede com rabo,
A que uns chamam Adão e outros Simão. Ao cabo
O pobre Creador sentindo-se já fraco.
(Coitado, tinha feito o universo e um macaco
Em seis dias!) pensou: — Deixem-nos de asneiras.
Trago já uma dôr horrivel nas cadeiras,
Fastio... Isto dá cabo até d'uma pessoa...
Nada, toca a dormir uma sonata boa!
Descalçou-se, tirou os oc'los e chinó,
Pitadeou com delicia alguns trovões em pó,
Abriu, para cahir n'um somno repentino,
O alfarrabio chamado o livro do Destino.
E enflanelando bem a carcassa caduca,
Com o barrete azul celeste até á nuca,
Fez ortodoxamente o seu signal da cruz
Como qualquer de nós, tossiu, soprou á luz,
E de pança p'ro ar, n'um repoiso bemdicto,
Espojou-se, estirou-se ao longe do infinito
N'um immenso enxergão de nevoa e luz doirada.
E até hoje, que eu saiba, inda não fez mais nada.”

Tive conhecimento destes versos através do meu saudoso professor de português no 12º ano, Dr. Moreira, um daqueles que se ama ou se odeia e cujo estilo peculiar lhe causava alguns dissabores. Desses tempos, o único dissabor que tenho é pensar que passei grande parte das aulas a jogar Xadrez...
Read On 1 comentários

A Liberdade de Imprensa em 2009: Portugal empata com Mali e Costa Rica no 30º lugar!

quarta-feira, outubro 21, 2009

Segundo o relatório dos Reporters Sem Fronteiras Portugal caiu de 16º para 30º lugar no Ranking dos Países com maior (ou menor) liberdade de imprensa. Será que isto ainda apanhou alguém desprevenido? Países Escandinavos e Irlanda continuam a liderar.
Read On 1 comentários

O Tribunal de Santa Comba e o lápis azul...

quarta-feira, outubro 21, 2009
Bem sei que Santa Comba Dão transportará consigo durante muito tempo o fardo de ser o "berço" do ditador fascista. E para tal o presidente da Câmara Municipal tudo tem feito como no caso do museu de apologia à ditadura. Agora quando essa tentativa vem de um tribunal que tenta censurar o próprio carnaval... Mas como a UE não serve só para distribuir fundos, eis que surge um raspanete do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos que condenou o estado português por considerar que um "episódio de sátira carnavalesca não é difamatório"! E isto ainda é novidade para alguns juízes...
Read On 0 comentários

O TRIUNFO DOS PORCOS NO ESPETO - Análise dos resultados autárquicos por Carlos Vieira

quarta-feira, outubro 21, 2009

Carlos Vieira, único deputado municipal eleito pelo Bloco de Esquerda em viseu, esmiúça aqui os resultados das autárquicas.

" Fernando Ruas está de parabéns. A maioria absoluta dos eleitores do concelho reconheceu nas urnas a obra absolutamente única do seu presidente, ao fim de vinte anos de poder autárquico. Única não, porque para além da gestão do big-bang imobiliário que criou novas centralidades, permitindo aos viseenses fugir de um centro histórico decadente, com um terço das casas degradadas ou em ruínas (números da autarquia), que só agrada aos turistas porque dá um ar medieval e não moram lá, onde nem sequer se pode estacionar o carro, Fernando Ruas ainda permitiu a criação de um anel de grandes superfícies à volta de Viseu, como não se vê em mais nenhuma cidade do país ou da Europa, onde podemos passear nos sábados à tarde e nos dias de chuva, sem nos molharmos. Assim, fez com que fossem à falência muitos pequenos comerciantes, o que teve a vantagem de baixar o preço de aluguer dos espaços comerciais.

Para além disto, ainda conseguiu gerir a autarquia com “rigor e competência”, como prova o Jornal de Negócios de hoje, 15 de Outubro, que inclui Viseu nas 38 autarquias que têm um peso excessivo dos impostos sobre o património (IMI e IMT) nas suas receitas, segundo o aviso do grupo de trabalho para a revisão do sistema fiscal português, que considera a situação perto do “limiar crítico”.

Notável foi ainda a capacidade de desbaratar, perdão, de capturar os milhões de euros que a União Europeia e o Estado português puseram á disposição do município no âmbito do Programa Polis, dinheiro que, de uma forma ou de outra, é pago por todos nós, até porque há uma comparticipação da autarquia. Só mesmo os radicais de esquerda do Bloco é que podem dizer que as únicas obras decentes levadas a cabo pela Sociedade ViseuPolis, foram o Parque Linear do Pavia e a Ecopista. Só a inveja e a maledicência é que podem acusar os executivos liderados por Fernando Ruas de deixar uma herança maldita, assim elencada:

* Na Cava de Viriato gastou-se dinheiro no seu desvirtuamento, criando obstáculos à mobilidade dos visitantes, dinheiro que já não chegou para o Centro de Interpretação, principal equipamento para atrair turistas e estudiosos a um monumento único na Europa, nem para o Parque Urbano da Aguieira.
* A Praça de S. Mateus, transformada numa enorme eira de granito ou num redil (ao menos o parque de estacionamento dar-lhe-á utilidade);
* Um Túnel de Viriato, caríssimo, que só serviu para transferir um estrangulamento de trânsito da rotunda de Viriato para a rotunda da “Fonte Cibernética”;
* Um pavilhão multiusos que mais parece um barracão de má qualidade, ou um enorme contentor, sem uso permanente para a comunidade;
* O jardim da Ribeira destruído (nunca mais ali se viram a tirar fotografias os noivos que se casam na Igreja da Nossa Senhora da Conceição);
* Um megalómano funicular de quase seis milhões de euros que provocou acidentes e reduziu a segurança e a mobilidade na Rua Ponte de Pau , quando o projecto original do arquitecto Manuel Salgado, uma passadeira rolante, ficaria muito mais barato e promoveria a circulação de bicicletas por toda a urbe (a autarquia até poderia alugá-las como se faz em muitas cidades e até na nossa, no Fórum Viseu).



Naturalmente que há sempre velhos do Restelo que se recusam a ir à Quinta da Malafaia e não admitem que a reabilitação do centro histórico esteja com vinte anos de atraso, nem compreendem a visão estratégica de homens de dimensão invulgar. Fernando Ruas anunciou, pouco antes das eleições autárquicas, que o funicular poderia ficar à borla durante quatro anos (já não durante apenas um ano, como inicialmente previsto, mas quatro). Claro que os viseenses não se importarão de pagar com os seus impostos e taxas os ordenados de nove pessoas (seis funcionários da empresa Berrelhas e três da Efacec), fora as outras despesas de manutenção, durante quatro anos se isso servir para as carruagens não ficarem paradas a enferrujar nas estações logo que os bilhetes passassem para os anunciados dois euros.

Pena foi que o nosso mui querido e amado presidente não tivesse confiado mais na fidelidade dos viseenses, evitando assim gastar dinheiro com os cartazes gigantes (outdoors) com a sua fotografia, às vezes dois e três à volta da mesma rotunda, ou com os jornais de distribuição maciça, deixados às dezenas nas mesas dos cafés e profusamente distribuídos por todo o concelho, ou ainda com os porcos no espeto oferecidos às populações de várias freguesias, numa competição desenfreada com o PS a ver quem tinha mais porcos e esferográficas. Claro que neste campeonato não podiam ter lugar os pelintras dos comunas e dos bloquistas que nem dinheiro tinham para mandar fazer panfletos suficientes com as fotografias dos candidatos às freguesias.

Também merecem parabéns os designers gráficos e demais responsáveis pela campanha autárquica do PSD em Viseu, que souberam aliar o espírito gregário presente no slogan “Viseu somos todos nós” (fazendo lembrar o outro: “Quem não é por nós, é contra nós”.) com o culto da personalidade do chefe (o único rosto da equipa da Câmara que apareceu nos cartazes).

Parabéns a todos. Os que perderam ganhando e os que ganharam perdendo, como diriam os gatos fedorentos. Quanto aos bloquistas, nem perderam, nem ganharam, empataram, já que não conseguindo aumentar o número de deputados municipais, mantiveram o que tinham. A luta continua! E daqui a quatro anos Fernando Ruas vai mesmo para a rua, sem luta, mas deixando à cidade mais do que uma obra, um milagre: uma praia fluvial no Pavia."

Texto publicado originalmente no Via Rápida
Read On 3 comentários

Magnífica Curta-Metragem: "Mankind Is No Island" - Vídeo

quarta-feira, outubro 21, 2009

Vejam esta magnífica curta-metragem vencedora do Tropfest NY 2008, maior festival do mundo de curtas: "Mankind Is No Island" . Filmado apenas a partir de uma câmara de um telemóvel nas ruas de Nova Iorque e Sidney. De Jason van Genderen.

Read On 0 comentários
Read On 0 comentários

PSD bate no fundo... Outra vez? "Tenho vergonha de o ter como compatriota!"

terça-feira, outubro 20, 2009
Depois da vergonhosa exclusão de Saramago nos governos Cavaco, eis que um eurodeputado do PSD que ninguém conhece pede ao único Nobel português que renuncie à cidadania. Motivo: Ateísmo militante. Eu pedia era ao eurodeputado Mário David que renunciasse pelo menos ao mandato... E o PSD, que não tem nenhuma ideia nem para o país, nem para o partido sequer, deveria era envergonhar-se por se tentar substituir ao único partido que se afirma claramente cristão, o CDS, embora não-praticante.
"Tenho vergonha de o ter como compatriota!" disse o sr. eurodeputado, referindo-se às críticas de Saramago aos "valores que certamente desconhece mas que definem as pessoas de bom carácter"... Definem? "Nem sequer sou católico praticante, mas tenho o direito à indignação". Mas que raio de raça é essa que se afirma católica, mas não pratica?
Eu não lhe retiraria a cidadania, mas excomungava-o pelo menos...
Mas o PSD é isto mesmo. É acreditar nas coisas mas não praticar. É acreditar na economia de mercado e viver das rendas do estado, é acreditar na asfixia democrática e não deixar respirar ninguém, é acreditar na liberdade de expressão e censurar aqueles que opinam de forma contrária. O PSD é uma anedota de si mesmo, nada mais.
Saramago apenas disse a verdade. A bíblia é uma colecção de horrores, sadismo, vingança, fornicação e violência que hoje levaria sempre uma bolinha vermelha no canto duperior direito sempre que quisese ser ficcionada para TV. A religião é um ópio, a fé é a cegueira face à razão e o catolicismo é a perpetuação do medievalismo.
Lá vem o nacional-provincianismo... Saramago vive em Espanha. A Maitê é brasileira. Mário David é simplesmente um Otário que vive em Bruxelas.
Parafraseando uma luminária da bola: Meu deus, mas que "raio de democracia é esta?"
A religião é uma estupidez, ontem hoje e sempre.
Read On 2 comentários

Afinal para quem vai o tacho? Fernando Ruas já escolheu...

segunda-feira, outubro 19, 2009

A luta de galos entre PS e PSD já começou. Motivo: domínio do galinheiro da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP). Fernando Ruas já tomou posição. Mais câmaras municipais valem mais do que a maioria de votos. Pelo menos desde 1984! Por esta é que o nosso presidente não esperava... 62% de votos e vem um galináceo qualquer da Guarda afirmar que a presidência da ANMP deveria ser socialista... Não chegarão os inúmeros tachos para todos?
Read On 0 comentários

Vídeo: Ilha das Flores - Quando um porco vale mais do que uma criança...

segunda-feira, outubro 19, 2009
Imprescindível. A maioria já terá visto. Mas estes 10 minustos de película antiga são para ver e rever porque explicam bem e de forma acessível a todos a pobreza humana, a material e a moral.

Nada melhor para assinalar o Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza e recordar que existem 1.000.000.000 de pobres no mundo, 2.000.000 em Portugal!




"Os investimentos nas crianças e a realização dos seus direitos estão entre as mais eficazes formas de erradicar a pobreza" lê-se na mensagem da ONU.
Read On 1 comentários

Deus Pinheiro explica maiorias absolutas de Cavaco a tótós...

segunda-feira, outubro 19, 2009

Deputado por meia hora, ex-ministro cavaquista Deus Pinheiro explica como foi possível haver 3 governos de Cavaco Silva legitimados por 2 maiorias absoluats: só havia 2 canais de televisão e controlados ambos pelo governo. E se hoje a asfixia é evidente, então o que dizer da época dourada do novo-riquismo?
Mas não se assuste quem por aí pensa que o homem sofre de uma doença grava. Ele até já tem planos para o futuro:

"Espero escrever e espero começar a pintar. Essa é a novidade. Já fiz dois romances, que estão esgotados, pintar quero iniciar-me agora e jogar golfe para melhorar o meu handicap, que agora é uma vergonha."
Não diria melhor...

Read On 0 comentários

PS Viseu - Ganhar Perdendo...

segunda-feira, outubro 19, 2009
O discurso do "ganhámos perdendo" percorreu todo o espectro político nas últimas duas eleições. Em Viseu, o PS de Junqueiro decretou na 5ª feira a "morte do cavaquistão". Hoje, noticia-se que "Resultados ditaram demissão do presidente da Concelhia do PS Viseu". Pois, é que ver morrer o cavaquistão para logo de seguida ver nascer um "Ruasistão" ou "Caciquistão" não sei se é um facto digno de se celebrar...
Read On 0 comentários

Blogues

Marcadores

Arquivo do blogue

O Melhor da Informação em pt

Stay Rude, Stay Rebel

Stay Rude, Stay Rebel
Stay rude against facist regimes, Stay rebel against politicians dreams, Stay rude and fight back injustice, Stay rebel against racial prejudice, Stay rude and stay cool, Stay rebel be nobodys fool, Stay rude against any command, Stay rebel take your life in your hand, Sharpskins remember their roots, Think with their brains not with their boots...

Author

E porque a democracia não se esgota na política e a cidadania no voto, este espaço está aberto a tod@s @s que queiram contribuir! Seja um texto ou uma imagem, um vídeo ou uma música, um poema ou um disparate!

Podem enviar para:Viseuesquerda@gmail.com


Video Esquerda

Loading...

Text Widget

Text Widget

Com tecnologia do Blogger.

Seguidores