Viseu Esquerda

Cavaco Condecora "Má Moeda" com Grã-Cruz da Ordem de Cristo!

sábado, janeiro 16, 2010

Na nossa democracia parlamentar, os discursos/recados do presidente valem o que valem . Mas quando não passam de palavras inconsequentes, então aí é que mais valia estar calado.

Ainda no último
5 de Outubro, Cavaco Silva pediu aos agentes políticos "um esforço acrescido para a concretização da ética republicana e para a transparência da vida pública”.

Estaria a ser irónico? Talvez não. É que o presidente começou por si próprio e lá fez o enorme esforço de condecorar Santana Lopes (a quem tinha apelidado de
má-moeda aquando do (des)governo deste) com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo, distinção atribuída por:

“destacados serviços prestados ao País no exercício das funções dos cargos que exprimam a actividade dos órgãos de soberania ou na Administração Pública, em geral, e na magistratura e diplomacia, em particular”

Alguém traduz ou explica a relação desta frase com o desempenho de Santana Lopes no cargo de Primeiro-Ministro?
E alguém traduz ou explica a relação entre esta condecoração e a Ética Republicana? Só se for uma relação por oposição...
Entretanto, surge o anúncio da candidatura do poeta e do seu milhão de votos. Aqui fica alguma poesia na voz do saudoso Mário Viegas... Sapos só para mais tarde!

Read On 0 comentários

Se tem HIV não entra! EUA acabam com abominável discriminação!

sábado, janeiro 16, 2010

Obama acabou com 22 anos de discriminação aos cidadãos portadores de HIV e decretou o fim da proibição de entrada no país de seropositivos. Inacreditável, mas tal situação perdurou duas décadas sem que ninguém se insurgisse contra esta afronta aos direitos mais elementares de um qualquer ser humano. Mais vale tarde que nunca. Se bem que para muitos daqueles que ficaram no nunca, esta medida tenha vindo tarde demais...
Read On 0 comentários

A Morte Saiu à Rua num Dia Assim...

quinta-feira, janeiro 14, 2010
Rezava a música de Zeca: "A morte saiu à rua num dia assim, naquele lugar sem nome para qualquer fim..." Neste caso o lugar tem nome, Haiti, o mais pobre dos pobres entre os países americanos, devastado há anos pela fome, miséria,corrupção, medo e superstição, devastado há dias pelo terrível terramoto que abalou a pequena ilha.

Nas palavras de
Fernando Nobre, um dos expoentes máximos do altruísmo em português:

"Custa-me, mais uma vez, constatar que a injustiça continua a ser grande e que catástrofes com dimensões idênticas por vezes têm consequência menores (basta que aconteçam em países ditos "avançados"), outras dizimam populações inteiras. Mas apraz-me perceber que cada vez mais os cidadãos do Mundo se unem, estão alerta, têm iniciativa e agem."

Para quem quiser ajudar a
AMI, em mais uma importante missão de solidariedade:

NIB: 0007 001 500 400 000 00672
Multibanco: Entidade 20909 Referência 909 909 909 em Pagamento de Serviços

ou a
cruz vermelha:

1. Nas caixas multibanco ou por netbanking, optando por “pagamento de serviços” e marcando entidade 20999 e referência 999 999 999.

2. Efectuando um depósito ou transferência bancária para as contas “CVP – Fundo de Emergência.”

Bancos e NIB

Millennium BCP - 0033 0000 4530 7610691 05
CGD – 0035 0027 0008 2402230 53
BPI - 0010 0000 3631 9110001 74
Santander Totta - 0018 0003 1469 1778020 27
BES - 0007 0000 00149687394 23
C.E.Montepio Geral - 0036 0087 99100053716 51
Barclays - 0032 0117 00201022464 75
BANIF - 0038 0057 00629520771 72
BPN - 0079 0000 26511345101 76

3. Enviando um Cheque ou Vale Postal pagável à CVP – Fundo de Emergência para o Departamento Financeiro da Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa (Jardim 9 de Abril, nº1 a 5, 1249-083 Lisboa).
Read On 0 comentários

Fernando Ruas: "há muito tempo que os viseenses não vêm PSP na rua"

quinta-feira, janeiro 14, 2010
A julgar por esta afirmação do presidente, só posso concluir uma coisa: há quantos anos é que Fernando Ruas não coloca uma moeda num parquímetro de Viseu, se é que algum dia colocou? É que caso contrário, não andaria por aí a dizer que "há muito tempo que os viseenses não vêm PSP na rua". Caro presidente, experimente estacionar o jipe num outro qualquer local que não seja o parque grátis no Rossio destinado às excelências da CMV, e aposto que não passarão uns minutos sem que um qualquer agente passe para verificar se tem ou não o ticket! Um verdadeiro policiamento de proximidade. Um verdadeiro Contracto Local de Segurança!

Diga-nos lá honestamente caro presidente: desde que privatizou os lugares para estacionamento das principais artérias da cidade, quantas vezes colocou uma moedinha no sacrossanto parquímetro?

Já em Dezembro se tinha manifestado contra os comerciantes que "têm de perceber que não podem carregar e descarregar quando lhes apetece, mas a hora previamente definidas" e contra os automobilistas que preferem "deixar o carro em cima de um triângulo devidamente pintado de amarelo (ou em segunda e terceira fila), quando muitas das vezes até há estacionamento num raio de 100 metros".

Pois há. Então faça a experiência: quando tiver de se deslocar ao Governo Civil, ao Banco de Portugal ou à própria CMV, experimente tentar encontrar um lugar onde estacionar, mesmo que pago, num raio de 100 metros. Neste jogo não vale nem vestir o fato de presidente da câmara (alguém sabe se a coima aplicada pelos invisíveis agentes da PSP a Fernando Ruas por excesso de velocidade já foi paga?) nem utilizar o parque da CMV no Rossio, nem sequer o motorista! Depois, "conte-nos como foi".

Entretanto, com a lei da limitação de mandatos à porta, comece a pensar numa aproximação a Paulo Portas. A bem da nação. Slogan já têm:

Um polícia e uma câmara de video-vigilância a cada português. Já!


Até porque todos temos direito a 15 minutos de fama! E isto só por si garantiria uma aparição na televisão (nem que seja num monitor do agente-espião encarregue do visionamento) e um guarda-costas (não há famoso que se preze que os dispense)!






Read On 2 comentários

Nem Lixo, Nem Feira Semanal! Apenas Promessas da CMV por Água abaixo!

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Ontem não houve feira semanal. Os feirantes haviam cumprido as promessas de deixar o recinto limpo, apesar da insuficiência de locais para depositar o entulho e apesar de muito dos desperdícios serem atirados para o chão pelos clientes devido à escassez de caixotes. Já o mesmo não se pode dizer da Câmara Municipal de Viseu e do seu presidente. E desta feita, pelo menos o Diário de Viseu pôde testemunhar isso mesmo. O vídeo ficou a cargo da Dão TV.

Célere no apontar do dedo acusatório, Fernando Ruas deixou ontem o fato de Capitão Planeta em casa e não compareceu no local para verificar como é que os feirantes tinham deixado o recinto. Também não era necessário. O transbordo da ribeira que o ladeia impossibilitou a realização do certame. Não é a primeira vez. Tal como não são de agora as promessas vãs de resolução do problema. E tal como o treinador rezingão que quando a equipa perde manda o adjunto para a conferência de imprensa, quem ficou encarregue de justificar o tiro que mais uma vez saiu pela culatra da CMV, foi o diligente Vereador Cunha Lemos que se aprontou a imputar ao tempo toda a culpa do acontecido. Não ao tempo que está a demorar encontrar uma solução para o problema, mas ao habitual tempo de chuva que se faz sentir no Inverno... Já o representante dos feirantes Delfim Almeida, é de outra opinião: tivesse a CMV desentupido como lhe compete as vias, e tal não teria acontecido. Os prejuízos, esses ficam a cargo dos feirantes.

Apesar das repetidas promessas de Fernando Ruas em reabilitar o local, apesar de até já se ter planeado, concebido e construído um novo recinto (que afinal servirá apenas para passear o cão ao fim da tarde e tomar uns banhos na futura e improvável praia fluvial), apesar dos cartazes eleitorais que afirmavam que “para apelar ao vento são apenas necessárias palavras, para apelar ao coração são necessárias OBRAS!”, apesar de tudo, tudo continua na mesma.

Nem seria preciso relembrar que os feirantes pagam uma renda à CMV pelo seu espaço no recinto. Faça-se um ultimato rudimentar e bacoco ao bom estilo beirão do presidente: ou a CMV acaba com a falta de condições ou acaba-se com a CMV! E se fosse só aqui que a CMV falha as suas obrigações enquanto senhorio, estaria a cidade descansada...
Read On 2 comentários

Monarquia afronta Centenário da República! Louçã Processado por "Encarnação do Eixo do Mal"!

terça-feira, janeiro 12, 2010
Para Bush o Eixo do Mal era constituído pela Coreia do Norte, o Irão e o Iraque. Se nos detivermos aqui no rectângulo, Paulo Teixeira Pinto bem que poderia ser a encarnação do mesmo, isto em modo visão esquerda-republicana.

Não consigo arranjar melhor expressão para caracterizar esta suis generis tríplice aliança entre Banca-Opus Dei-Monarquia. Ora vejamos: o Banqueiro, apesar de levar quase à
ruína o prestígio do BCP juntamente com o seu mestre e mentor Jardim Gonçalves, conseguiu sacar do mesmo uma reforma de 10 milhões de €uros e uma pensão mensal VITALÍCIA de 35.ooo! Lá está Thomas Jefferson: «Um banqueiro é um senhor que te empresta um guarda-chuva quando o sol brilha, mas que o quer de volta quando está a chover». Um vendedor de banha de cobra. O Católico, abandonou a Opus Dei (essa espécie de madrassa taliban-cristã) apenas porque zangado com o "padrinho" Gonçalves devido à luta intestina pelo controlo do banco, deixou de cumprir os "rituais com a assiduidade necessária". Rituais conhecidos da Opus Dei são o uso do cilício e a auto-flagelação diária. Escusado será dizer o ridículo que suscita a imaginação. Um banqueiro milionário que em frente ao espelho se auto-penitencia pelos lucros especulativos e imorais através da usura característica, auto-flagelando-se pelo ordenado faraónico que próximo de Cristo só tem Herodes... Mas não, agora Teixeira Pinto é ex-banqueiro, ex-Opus dei! É apenas Monárquico. Continuou foi a ser "select". Se antes pertencia à nata do talibã-cristinianismo, agora abraçou a causa monárquica que defende que as pessoas não nascem iguais. Que há pessoas à partida que não precisam de trabalhar ou sustentar-se apenas porque imaginam que lhes corre sangue azul nas veias. Indiquem-me um sistema mais estúpido de governo e eu dou o braço a torcer! Porque a mim, a monarquia não é mais do que uma espécie de indústria que não fica nada a dever à criação de cães, gatos ou cavalos, apesar de ser em versão humana. Seleccionar a melhor casta para colher os melhores frutos e cruzar os melhores animais para aprimorar a raça. Ou seja, a regressão à bestialização da sociedade ou ao eugenismo do princípio do século XX. Ou simplesmente, vinicultura.

Logo, a acção de Teixeira Pinto, "regente" da Causa Monárquica, no exacto momento que antecede a celebração do centenário da República, e que consistiu no desembarque no Terreiro do Paço de uma dúzia de jovens monárquicos mais um ex-banqueiro aos gritos de "Viva a Monarquia", se não foi patusca, foi o quê?

Em português de Portugal a palavra
patusca é sinónimo de "cómico ou ridículo". No mundo que Teixeira Pinto imagina como ideal, apelidar uma iniciativa destas de "cómica" até poderá ser motivo para condenação judicial. Parece que para além de Monárquico, é também partidário do absolutismo, por oposição ao vintismo que trouxe o rei Sol à Terra e ao primado da constituição. Não tivesse fugido a família real cobardemente para o Brasil e a coisa talvez tivesse sido outra. Brasil aonde chegou uma corte piolhosa e atrasada que nunca mais se reencontrou na história.
E Brasil de onde pelos vistos e a julgar pelo processo de Teixeira Pinto a Louçã nunca saiu. Não fosse isso e Teixeira Pinto nunca teria ficado tão ofendido. Isso e a fortuna colossal e a renda/reforma astronómica que o BCP deu e dá.

Consta que em português do Brasil,
patusca é também um "Embrulho de fezes para se atirar à rua"! Vá se lá saber em qual dos significados D. Teixeira Pinto enfiou a carapuça monárquica...

Morte ao Rei! Viva a República!




Read On 3 comentários

Comandante da PSP defende Sindicato Único?

terça-feira, janeiro 12, 2010
O Comandante da PSP Viseu manifestou-se contra o elevado número de sindicatos e sindicalistas na PSP, numa clara afronta à constituição que afirma a liberdade de constituir quantos os necessários para a defesa dos direitos dos trabalhadores. O tempo do sindicato único, pertenceu a um período de extremismos ditatoriais à esquerda e à direita e não faz qualquer sentido hoje, tal como não fazia sentido já na época.

Melhor faria se em vez de zurzir nos homens que lutam por direitos básicos como fardamento pago, seguro contra acidentes em carros patrulha, formação ou coletes à prova de bala, manifestasse indignação perante estas situações que tornam cada vez menos apelativa a função de agente da PSP e que acabam por fazer uma duvidosa triagem dos candidatos, a que se juntam baixos salários e condições de trabalho degradantes em esquadras indignas para o melhor desempenho da profissão. Para além de que polícia formado, é polícia lixado, pois serão sempre os “rookies” a ir fazer o patrulhamento dos bairros mais problemáticos. O slogan interno deve ser: "se tens muita experiência, vai para trás de uma secretária, se ainda não sabes porra nenhuma, não te preocupes que vais servir de carne para canhão nos próximos anos!"

O único facto positivo nestas declarações, é mesmo a curiosidade resolvida. Quando por aí houver uma repetição da guerra entre secos e molhados já sabemos de que lado da barricada estará o Comandante: dos secos pois está claro!
Read On 1 comentários

Hoje: Exibição do Filme "Welcome" seguida de Debate. No IPJ.

terça-feira, janeiro 12, 2010

O Cine Clube de Viseu organiza hoje uma sessão que conta com a exibição do filme de Philippe Lioret "Welcome" onde este faz uma espécie de ponte entre o anti-semitismo da 2ªGM e a recente islamofobia na Europa, seguida de uma conversa entre os coordenadores do Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes, e da Associação Olho Vivo.

Esta sessão decorre no âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social e será a primeira de uma série que marcará o ano de 2010
.
Read On 0 comentários

PCP reúne em Viseu para Jornadas Parlamentares

terça-feira, janeiro 12, 2010

Apesar de ser um tradicional bastião de direita, o distrito de Viseu foi eleito pelo PCP para a realização das jornadas parlamentares que reunirão os deputados do grupo comunista em torno de discussões como a Saúde e orçamento de estado, aproveitando ainda estes para tomar pulso à economia local através de contactos com empresas, trabalhadores e entidades locais.

Hoje e Amanhã. Não me admiro se ainda houver por aí uns atrasados que proíbam as criancinhas de ir à escola nos próximos dias... ou de ir pelo menos às primeiras aulas. Será mesmo que o velho apetite dos comunistas ao pequeno-almoço ainda mete medo a alguma gentalha? Quiçá...
Read On 0 comentários

Foi Pouca. Mas suficiente para alegrar o dia. A Neve em Viseu!

domingo, janeiro 10, 2010

Ficam algumas fotos da pouca neve que caiu hoje durante o dia e que por momentos cobriu de branco a paisagem.










Read On 0 comentários

Blogues

Marcadores

Arquivo do blogue

O Melhor da Informação em pt

Stay Rude, Stay Rebel

Stay Rude, Stay Rebel
Stay rude against facist regimes, Stay rebel against politicians dreams, Stay rude and fight back injustice, Stay rebel against racial prejudice, Stay rude and stay cool, Stay rebel be nobodys fool, Stay rude against any command, Stay rebel take your life in your hand, Sharpskins remember their roots, Think with their brains not with their boots...

Author

E porque a democracia não se esgota na política e a cidadania no voto, este espaço está aberto a tod@s @s que queiram contribuir! Seja um texto ou uma imagem, um vídeo ou uma música, um poema ou um disparate!

Podem enviar para:Viseuesquerda@gmail.com


Video Esquerda

Loading...

Text Widget

Text Widget

Com tecnologia do Blogger.

Seguidores