Viseu Esquerda

Quando é a própria Câmara Municipal a promover os "Guetos"...

Etiquetas: , , , ,
O Bairro de Paradinha é o exemplo acabado de tudo o que não deve ser um bairro social. Isolado da restante população, com apenas um acesso e sem nenhuma garantia de segurança por parte das autoridades, o Bairro é actualmente uma ilha na qual a polícia poucas ou nenhumas vezes se atreve a entrar, e quando o faz, fá-lo apenas com um reforço substancial de efectivos... O projecto da Câmara Municipal de Viseu aliás só poderia resultar nisso mesmo.
O problema é que existe por lá muito boa gente cujo único pecado é o facto de ser pobre e não ter alternativa, sujeitando-se assim aos humores de quem se julga assim rei...
Por isso notícias como esta do Diário de Viseu não são de surpreender ninguém (só surpreendem por não serem mais frequentes: "Testemunha ia comprar heroína e cocaína ao Bairro de Paradinha"
Mas a CMV não aprende nada e prepara-se para fazer o mesmo ao Bairro Municipal, desagregando a estrutura social há décadas ali criada, a boa-vizinhança, o bem estar proporcionado pelas moradias uni-familiares de famílias trabalhadoras, cedendo à especulação imobiliária os terrenos cedidos originalmente para habitação social pois não conhece outro motor de desenvolvimento que não seja mais betão.

MAs uma coisa é certa. Entregar o cheque do RSI e deixar as pessoas sem acompanhamento dos técnicos, sem que hajam tentativas reais de inserção não é suficiente e chega por vezes a ter um efeito pernicioso, contrário à bondade pretendida com a medida.

"Abusus Non Tollit Usum", isto é, não é por haver prevaricadores ou alguns casos de fraude que se deveria acabar com o Rendimento Social de Inserção como urrou demagogicamente Paulo Portas durante toda a campanha eleitoral. Quem é que no seu perfeito juízo defende que por haver quem circule a 150 km\h se deverão acabar com as auto-estradas? Se se obrigam os desempregados a frequentar cursos de formação porque não fazer o mesmo com os beneficiários desocupados de modo a associar o rendimento ao esforço, nem que seja mínimo? Porque até agora, a única medida positiva associada é a obrigatoriedade de frequência escolar por parte dos filhos dos beneficiários, o que é manifestamente pouco para integrar as comunidades inteiras de subsídio-dependentes que se estão a gerar, correndo-se o risco (se é que já não aconteceu) de a sociedade encarar a medida apenas como um apoio à preguiça. E é preciso afirmá-lo, sem dogmas, de esquerda ou direita, e sem demagogias baratas de quem vê no ódio racista um nicho de mercado eleitoral...
1 comentários:

os chineses roubaram o negócio do "barato sai caro" aos ciganos, agora só lhes resta vender droga e viver do rendimento minímo.

bem que podiam, como diria o outro, ir mas é trabalhar


Enviar um comentário

Não serão aceites comentários em linguagem beirã*! Para isso visite www.fernandoruas2009.pt! (*insultuosa, mentecapta)

Blogues

Marcadores

Arquivo do blogue

O Melhor da Informação em pt

Stay Rude, Stay Rebel

Stay Rude, Stay Rebel
Stay rude against facist regimes, Stay rebel against politicians dreams, Stay rude and fight back injustice, Stay rebel against racial prejudice, Stay rude and stay cool, Stay rebel be nobodys fool, Stay rude against any command, Stay rebel take your life in your hand, Sharpskins remember their roots, Think with their brains not with their boots...

Author

E porque a democracia não se esgota na política e a cidadania no voto, este espaço está aberto a tod@s @s que queiram contribuir! Seja um texto ou uma imagem, um vídeo ou uma música, um poema ou um disparate!

Podem enviar para:Viseuesquerda@gmail.com


Video Esquerda

Loading...

Text Widget

Text Widget

Com tecnologia do Blogger.

Seguidores